Tribunal de Contas reprova contas de ex-prefeita do Piauí após irregularidades

Compartilhe

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí, corroborando como Ministério Público de Contas, emitiu parecer prévio pela reprovação da contas de governo de 2016 e reprovou as contas de gestão da ex-prefeita da cidade de Jerumenha Chirlene Araújo, por uma série de irregularidades, algumas delas de natureza grave e gravíssima.

Dentre as irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas estão:

  • Divergência na movimentação financeira: saldos de abertura do exercício e Saldos de encerramento do pendo de gestão;
  • Irregularidades em licitações;
  • Fracionamento de despesas;
  • Débitos com Eletrobras;
  • Compensação indevida do INSS;
  • Irregularidades nas despesas de pessoal;
  • Inconsistência no valor do percentual das obrigações patronal;
  • Divergência entre os recursos repassados e recebidos;

Os conselheiros do pleno decidiram ainda pela aplicação de multa.

Consta ainda no relatório do TCE-PI que no decorrer do exercido de 2016 a ex-prefeita Chirlene Araujo foi alvo de várias denúncias/representações de má-gestão e suposto desvio de verbas públicas junto ao tribunal, tendo sido julgadas procedentes com aplicações de multas.

Fonte: 180 Graus

Comentários no Facebook

Entre em contato com o Portal MN
Enviar mensagem
Close