Condenados: Ex-Prefeito de Uruçuí e Esposa são condenados em processo por desvio de recursos públicos

Compartilhe

Os ex-prefeitos de Uruçuí, Chico Filho e Renata Coêlho, que são marido e mulher, ambos do MDB, foram condenados, no último dia 13 de fevereiro, pela juíza federal Camila de Paula Dornelas, da Justiça Federal de Primeira Instância de Floriano, respectivamente, a 04 e a 03 anos de prisão, por desvio de recursos públicos e federais da Prefeitura Municipal de Uruçuí durante o mandato do ex-prefeito Chico Filho2. Na mesma ação também foram condenados, respectivamente, a 04 e a 02 anos e 03 meses, os proprietários da empresa Terrasul Construtora Ltda, os irmãos João Gomes da Silva Neto e Antônio Sobrinho da Silva, conhecidos pejorativamente entre os prefeitos do Piauí como Irmãos Metralha, sendo que este último atualmente está exercendo o cargo de Prefeito da vizinha cidade de Manoel Emídio, depois de ter sido eleito vice na última eleição e ter conseguido que a Câmara Municipal afastasse o titular do cargo. Os ex-prefeitos foram ainda inabilitados, por 05 anos, para  exercer ou disputar qualquer cargo público. Os recursos desviados por Chico e Renata, que na época somaram R$ 208.652,98, (duzentos e oito mil,seiscentos e cinquenta e dois mil e noventa e oito centavos), foram provenientes de um convênio entre a Prefeitura de Uruçui e a Funasa e eram destinados à construção de módulos sanitários domiciliares, ou seja, banheiros, para famílias pobres de nossa cidade. Na denúncia do Ministério Público, que foi acatada pela Justiça, o ex-prefeito Chico Filho cometeu diversos crimes, entre os quais ‘frustrar a competitividade do certame, não obedecer à Lei de Licitações, não dar publicidade ao procedimento e ter aceitado que os demais combinassem os preços de modo a apenas transparecer uma efetiva disputa, com a finalidade de obter vantagem indevida’. Mesmo depois  de cometer todos estes crimes, Chico Filho, ainda pagou à Terrasul a totalidade do valor do contrato sem que a empresa tenha feito a obra. Dos valores pagos, faz questão de frisar a Juiza, R$ 5.000,00, (cinco mil reais), foram depositados diretamente na conta da então primeira dama e depois prefeita, hoje ex-prefeita, Renata Coêlho. Para completar, o ex- prefeito Chico Filho  não prestou contas e foi defendido no processo por um defensor dativo nomeado pela Justiça. Chico Filho  é irmão da atual pré-candidata à Prefeitura de Uruçuí, a ex-deputada Estadual Ana Paula, que já foi prefeita de Sebastião Leal-PI, e que também responde a diversos processos por denúncias parecidas.

Fonte: https://jornalcobrachoca.blogspot.com/

Comentários no Facebook

Entre em contato com o Portal MN
Enviar mensagem
Close