Enem 2019: saiba o que levar para a prova e os itens proibidos

Compartilhe

Será realizado neste domingo, dia 3 de novembro, a 21° edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cerca de 5,1 milhões de pessoas se inscreveram para o exame. Para realizar a prova, é necessário tomar algumas precauções.

Nesse ano, por exemplo, o exame terá uma regra nova, onde o participante será eliminado caso o aparelho eletrônico emita qualquer som, tais como: toques, alarmes ou mensagens, ainda que devidamente lacrados no envelope do participante.

Confira abaixo o que levar para a prova e os itens que são proibidos:

Segundo o edital divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixera (Inep) serão obrigatórios:

– A caneta deve ser esferográfica, de tinta preta, fabricada em material transparente.

O acesso à sala de provas só será permitido mediante a apresentação de um documento de identificação original e com foto, como: identidade, carteira de registro nacional migratório, carteira de trabalho, certificado de reservista, passaporte e carteira de motorista (CNH).

– Caso o documento tenha sido roubado ou furtado antes do exame, o candidato deverá apresentar o boletim de ocorrência expedido por um órgão policial há, no máximo, 90 dias. Também deverá passar por uma coleta de dados biométricos e assinar um formulário especial.

– Candidatos que apresentem documentos permitidos e originais, mas danificados ou com foto infantil, poderão fazer a prova, desde que se submetam a uma identificação especial.

Ainda de acordo com o Inep, serão vedados:

– Documentos como certidão de nascimento ou de casamento, título eleitoral, CNH anterior a 1997, carteirinha de estudante, crachás, vias digitais ou cópias autenticadas não serão aceitos.

– Telefones celulares e quaisquer equipamentos eletrônicos devem ser desligados e guardados em um envelope lacrado, que permanecerá debaixo da carteira. Entram na lista: calculadoras, agendas eletrônicas,tablets,ipods, gravadores, pen drive, relógio, chaves com alarme, fones de ouvido e gravadores.

– Durante a aplicação do exame, se algum aparelho, mesmo que devidamente guardado, emitir som, o candidato será eliminado.

– Lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, livros, manuais e anotações são proibidos – devem ficar guardados no envelope. Qualquer dispositivo que receba imagens, vídeos ou mensagens é vetado.

– Óculos escuros, bonés, chapéus, viseiras ou gorros não são permitidos.

O Inep, porém, permite certos objetos para determinados tipos de participantes, tais como:

– Participantes que solicitaram atendimento especializado para cegueira, surdocegueira, baixa visão e visão monocular podem utilizar os seguintes materiais: máquina Perkins, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, tiposcópio, assinador, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária e tábuas de apoio. Também podem ser acompanhados por cão guia. Todos esses recursos serão vistoriados pelo aplicador do exame.

– Artigos religiosos, como quipá, são permitidos, mas devem ser verificados por um funcionário.

– O cartão de confirmação de inscrição, embora não seja obrigatório, traz dados importantes, como o endereço de aplicação da prova.

– Mães poderão amamentar seus filhos durante a prova, mas para tal, a mãe deve estar previamente registrada nas inscrições do exame na opção “Lactante”.

Fonte: GP1

Comentários no Facebook

Entre em contato com o Portal MN
Enviar mensagem
Close